05 maio 2006

Luís Monteiro da Cunha

A lua e os cornos, da bola...


– Papá, papá! Porque é que a lua tem corninhos?
– A lua, não tem corninhos filho, é um planeta, sabes o que é um planeta?
– É uma bola!… - nisto, calou-se e ficou pensativo.
Pensei que ele estava à procura da resposta certa para me dar. De repente…
– Mas não posso jogar com ela, pois não!? Quem a pôs, ali tão alto?! Assim ninguém lhe chegaaaa… – disse tristonho e alheando-se do assunto.

Pois! Deve ser isso…
Não lhe interessa a definição da lua, apenas interessa que pode ser uma bola, e que não consegue brincar com ela.
Mais tarde explicarei, quando for maior…
Agora está na hora dele brincar… à bola, claro!

Goooolo!!

Bom fim-de-semana,

E brinquem muito, é salutar e contagiante, experimentem!

© Luís Monteiro da Cunha

14 Comentários:

Às 5/5/06 13:43 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Aproveitando este tempo maravilhoso...

sente-se no ar a magia das flores
e dos pássaros que inebriam
a alma do sonhador...

Fiquem bem

Bom fim de semana
Luís

 
Às 5/5/06 14:09 , Anonymous Anónimo disse...

Nem mais Luis, vamos aproveitar o sol com aqueles que gostamos.
Jinhos ternos e boas fds ;-)

Ps: gostei das tuas palavras.

 
Às 5/5/06 14:15 , Blogger António disse...

Uma ternura este teu pequeno texto tirado da vida real (ou ideal?) do teu filho.

Um abraço

 
Às 5/5/06 19:43 , Blogger Pink disse...

Sonhadora que sou fico também inebriada com este tempo primaveril.

O teu texto é de uma ternura imensa! Eu sigo os teus conselhos: brinco muito com a filhota! Sabe tão bem!

Um beijo e bom fim de semana

 
Às 5/5/06 21:25 , Blogger Papoila disse...

Belo texto e neste fim de semana aproveitemos para brincar, tanto mais que o tempo ajuda. Beijo

 
Às 5/5/06 21:58 , Anonymous Anónimo disse...

Têm com cada saída não é?! Inocência, num quadro com nuances de Primavera uma bola para jogar, a lua...
Bom fim de semana, e boas brincadeiras :)

 
Às 6/5/06 11:12 , Blogger Menina Marota disse...

Pois é... tenho imensa saudade desta idade nos meus filhos, com saídas assim deliciosas, mas crescer teve neles, outras maravilhas também...

Um abraço e bom fim de semana (ou talvez até logo em Vermoim...na Noite de Poesia, não vou faltar, prometo...) ;)

 
Às 6/5/06 15:02 , Blogger lena disse...

gosto desses sentires e sonhadora já sou

vou tentar aproveitar o dia dentro das minha limitações, pelo menos quero ir ver o mar que as saudades já são muitas

belo o teu texto, tão ternurento misturado na tua via pessoa, é uma ternura o teu filhote

beijinhos e bom fim de semana, meu querido poeta e amigo

lena

 
Às 6/5/06 15:05 , Blogger lena disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 
Às 7/5/06 01:19 , Blogger Kalinka disse...

É mesmo uma grande verdade.
Os dias têm estado lindos, um tempo mesmo maravilhoso, estive 5 dias pelo Porto e arredores e, pensei k estava no sul do País, tais eram as temperaturas altas que apanhei, sortuda!
Como dizes, sente-se no ar...tudo que é belo, e muito mais se for na alma de uma sonhadora, como eu.
As tuas palavras foram lindas, uma conversa com o filhote, mais bonito e puro não podia ser.
Parabéns e obrigado, por partilhares connosco.
Bom domingo. Beijokas.

 
Às 8/5/06 22:14 , Anonymous Anónimo disse...

Bufagato:

São sobretudo ternurentos os diálogos que manténs com o rebento mais próximo! Aliás, não seria de esperar outra coisa da tua parte mas, são sempre elucidativos da convivência de igual para igual e, isso já basta para que possa fazer uma ideia de outros diálogos! Um abraço.

 
Às 8/5/06 23:38 , Blogger S disse...

É TÃAAAAOlinda a inocência das crianças, a simplicidade com que vêem as coisas, com que somam e assimilam os dados que as rodeiam...
Beijinho grande ao papá babado!

 
Às 9/5/06 18:15 , Anonymous Anónimo disse...

Eu acho é que tu não brincas muito ó burracho.

A maneira como falas é de velho muito velho, quase tão velho como eu e eu não falo assim.

E digo isto com toda a sinceridade, pois antes de te conhecer a fotografia, fazia de ti alguém da minha geração... mas não e de certa forma desinteressei-me.

Mas pronto, eu brinco contigo sempre que queiras.

Uma beijoca daquelas

 
Às 11/5/06 17:59 , Blogger Mário Lima disse...

Olá Luis, jogam eles e jogamos nós. :) Os meus já estão uns matulões, já não jogam à bola com o pai, mas belos tempos na praia quando eram dois contra um, eu era o um. :))

Belo retrato e bela simbiose entre o redondo da lua e da bola. Vamos dar um chuto à lua? Vamos a isso Luís, defendes tu ou defendo eu? :)) Tudo de bom e que os maiores desafios para o teu filho sejam o de subir a ladeira e afagar a crina do cavalo.

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial