29 março 2006

Luís Monteiro da Cunha

Margens de Condão




Enorme este desejo de naufragar
No plenilúnio alvo de marés transcendentais

Escuto o chamamento deste rio transbordante
Reflecte das tuas pupilas a vontade de ficar
Vogando nestas margens ocidentais
Desabridas, onde apenas o teu eco me clama
Condão que sereno me desarma…



© Luís Monteiro da Cunha

16 Comentários:

Às 29/3/06 22:50 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Para todos os amantes
da vida... do amor...
neste jardim de dor...
de pequenos instantes

Bjinhos e abraços

 
Às 29/3/06 23:20 , Blogger BlueShell disse...

Estou a ver que estás apaixonado....isso é bom, né??
Com o carinho de
BShell*]*[*]*[*]

 
Às 30/3/06 01:12 , Anonymous Anónimo disse...

É nesse encontro de águas entre rio e mar que a grandiosidade do que é pleno me acolhe...numa magia de palavras ditadas, por um poeta apaixonado. Tudo perfeito...imagem e texto. Beijo eterno gato...

 
Às 30/3/06 21:59 , Blogger menina graça disse...

Como amante da vida e do amor, apreciei muito o teu poema! :) Cada vez melhor. :)
Beijos

 
Às 31/3/06 12:27 , Blogger Kalinka disse...

Luís
Começo por agradecer a tua dedicatória, para todos os amantes da vida...do amor...sinto que pertenço a esse leque de pessoas.
Quero dar-te os Parabéns pela bela foto, eu adoro fotografar e aprecio imenso o gosto que os outros têm também em o fazer. É quase uma paixão por fotografar e está lindo o mar.
Agora, peço-te um favor: se hoje, especialmente hoje, podes visitar o meu kalinka e ver o que se passou comigo...gostaria da tua opinião, combinado? Lá te espero.
Beijokas e bom fim de semana.

 
Às 31/3/06 12:28 , Anonymous Anónimo disse...

Um belissimo fim-de-semana. Abraço.

 
Às 31/3/06 15:24 , Blogger Caracolinha disse...

Chego nas mergens de condão para deixar uma beijoca encaracolada :)

 
Às 31/3/06 23:07 , Blogger lena disse...

Luis está dito caso com o mar

foi por ele que me apaixonei!

por instantes vi o "meu mar" aqui onde a ria se cruza


a foto está lindissima e os teus versos reflectem a magia dos desejos


beijinhos muitos para ti poeta

lena

 
Às 1/4/06 00:52 , Blogger Amaral disse...

A luz duma lua redonda inspira a musa mais distraída… Quase desconcertante…

 
Às 1/4/06 05:34 , Blogger Andreia Ramos disse...

e quem me dera por esse rio navegar e disfrutar do mais puro sentimento!bom fim de semana!beijinho!

 
Às 1/4/06 10:16 , Anonymous Anónimo disse...

Ansiosa espera...
Era um dia especial,
amanheceu, entardeceu,
anoiteceu...passou
e sua mensagem não chegou.

E eu tinha certeza que viria...
Depois de excitante expectativa,
a frustrante tristeza...
Dúvidas.. foi esquecimento?...
E as promessas?...
Foi impossibilidade?...
Eu tinha certeza que viria...
Não veio no dia esperado
e nem depois...

 
Às 1/4/06 15:45 , Blogger Papoila disse...

Nestas tuas margens de Condão entrei num mundo mágico... Bela a foto! beijo

 
Às 1/4/06 16:31 , Blogger Lua disse...

Em boa hora chegaste
só para me visitar
e um poema deixaste...
tão belo, de encantar,
razão tinha a fada madrinha
do Momentos de Luar!
quando me disse que a ti,
eu teria que linkar...
Beijo de lua para ti,

 
Às 2/4/06 13:47 , Blogger soslayo disse...

Bufagato, é o fascínio das águas transcendentais que nos desarma. Um abraço.

 
Às 2/4/06 17:07 , Blogger Pink disse...

O Amor inspira coisas lindas assim como esta que escreveste! :-)

Um beijinho

 
Às 13/4/06 10:53 , Blogger Ana Maria disse...

luis bonitas são as imagens saudosas que nos deixas ver neste teu poema.

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial