16 dezembro 2005

Luís Monteiro da Cunha

Gira e gira e gira…

Roda
Se a vida é uma roda…
Gira e gira e gira…

Porque continuamos
Tão obtusos, quadrados…
Não encaixa, pois não?
Apenas ficamos magoados
Porque insistir, então?

Faz-te vida num momento
Deixa para trás o lamento
Corre, mesmo em vão,
(mas não pares)
Segue o caminho deserto
Aceita o facto de te dares
Mas não esperes retribuição
Continua, sem olhar para trás
Para o que deixas com mágoa
Esquece a desilusão
E o que esta te faz
Espelha-te em sonhos de água
Vive a tua sofreguidão!

Vive apenas…
Encontrarás compensação!


© Luís Monteiro 2005/12/16

posted by: lmc

22 Comentários:

Às 16/12/05 16:24 , Blogger Unknown disse...

Olá amigo, mais um poema lindo como é apanagio teu. Beijinhos e bom fim de semana.

 
Às 16/12/05 17:12 , Anonymous Anónimo disse...

Não sou de muitos lamentos orais,por isso é que inventei o meu blog :) Estou a brincar.
Mas eu lamento-me um dia e no dia seguinte já vou à luta, por isso "mas não pares" serve-me como uma luva, mais uma vez estou a brincar, eu sou assim, signo gemeos e basta: um conflito de emoções(não acredito em horoscopo)
Falando mais a serio amei o poema, lindo.

 
Às 16/12/05 17:16 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Olá querida Adryka...

Obrigada

Bom fim de semana
Beijinhos e tudo de bom

 
Às 16/12/05 17:17 , Blogger António disse...

Poema optimista.
Um conselho de vida:
Para a frente é que é o caminho!

Obrigado pela tua visita.

Também estou convencido que tomei a decisão certa.
Mas, ao longo da vida, tenho tomado tantas decisões certas que depois se vem a revelar erradas...
Todavia, não penses que isso me preocupa. É tomada em consciência. Se algo correr mal, haverá sempre uma solução.
Eu cá acho que o copo está sempre meio cheio.

Um abraço

 
Às 16/12/05 17:18 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Gaivota da Ria...

Obrigada pelas palavras simpáticas e por teres gostado.

Bom fim de semana.

 
Às 16/12/05 17:20 , Blogger lena disse...

e como gira a vida sim

que belo poema nos deixas, ondes as palavras se sentem em cada verso

"Vive apenas…
Encontrarás compensação!"

está tudo dito, parabéns

beijinhos meus
lena

 
Às 16/12/05 19:02 , Blogger Impensamental disse...

É como a maioria das obras de arte públicas que vejo aqui a volta de Lisboa e em Lisboa, cubos, quadrados muita geometria, penso que exprimam um estado interior pouco humano, o seremos assim um povo tão quadrado. A vida anda as curvas, a voltas, e momentos de partilha com humanidade, mesmo se por vezes cai no chão.
Abraço.

 
Às 16/12/05 22:41 , Anonymous Anónimo disse...

Bufagato, Se a vida é uma roda
segue o teu percurso a que mereças
mesmo que o caminho seja deserto
se para tanto o desejo e a força em ti não desvaneça. Bonito poema. Um abraço e um Bom fim-de-semana.

 
Às 16/12/05 23:08 , Anonymous Anónimo disse...

E de que maneira gira... Bom Fim de Semana! E talvez seja altura de desejar um Feliz Natal!, com muita coisa boa. Jokas.

 
Às 16/12/05 23:20 , Blogger Mocho disse...

A vida é uma constante volta e muitas vezes voltamos ao ponto de partida realmente. Mas o que interessa de facto é não pararmos, não nos determos e principalmente, não desistirmos. O poema tem uma grande força e carrega muita esperança mas alguns dos conceitos são demasiado idealistas nos dias de hoje. Valeu pela beleza das palavras e pela utopia da perfeição humana. Talvez um dia...

 
Às 17/12/05 00:38 , Blogger margusta disse...

Olá amigo Bufagato,
...é a vida dá muitas voltas..gira e gira e gira.... até que um dia pára...

Passei para te desejar um Santo e Feliz Natal com muita Paz Saude e Amor.

Que 2006 te traga muitas alegrias...Mereces..

Um beijo meu amigo.

 
Às 17/12/05 12:48 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

António...

Sei que tomaste a decisão certa e atempadamente...

Ainda bem que achas que o copo está meio cheio, eu nem sempre...
muitas vezes acho que está meio vazio, mas é só quando estou melancólico ou desiludido.lol

Abraço

 
Às 17/12/05 12:48 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Lena...

Obrigada querida amiga.

Bjinhos

 
Às 17/12/05 13:01 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Kim prisu...

Bem vindo!

Obrigado pelas palavras.

Adorei o teu retrato pintado pelo teu amigo.

Como descobriste que gosto de apreciar todo o tipo de arte?

Abraço

 
Às 17/12/05 13:02 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Soslayo...

Obrigado caro amigo.

Mas o que se posta, não quer dizer que seja o que sente ou vive no momento, o autor do blog...lol

Bom fim de semana

Abraço

 
Às 17/12/05 13:04 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Animaleja...

Madrinha!!!

quer dizer que não regressa aqui antes??? lol

Bom fim de semana

 
Às 17/12/05 13:06 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Mocho...

Minha mochinha mailinda...
O sonho comanda a vida, o idealismo, apesar de se sentir, não a comanda. Serão apenas utopias... como dizes?

Bjinhos

 
Às 17/12/05 13:10 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Margusta...

Olá querida amiga, espero que esteja tudo bem contigo e com os teus...

Tudo pára, em qualquer momento.
Mas se parar quando se encontra já devidamente preenchida e enriquecida... apenas muda de rumo. Apenas deixa de ser vista na sua rotação, continuando no entanto a existir, por outros caminhos...

Beijo

 
Às 17/12/05 15:48 , Anonymous Anónimo disse...

Lindísimo poema sobre esta caminhada de cai levanta que fazemos em ciclo... Gostei muito da imagem também Beijo

 
Às 17/12/05 20:08 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Maria papoila...

Obrigada.

Bom fim de semana

Bjinhos

 
Às 18/12/05 20:27 , Blogger Carlota disse...

LINDO LINDO E LINDO!!!!! Se não te importares vou dedicar a alguém que está a precisar muito e vou dizer que é dum amigo meu virtual que se chama Luis...ou...Guilherme....ou...apenas Bufagato. Xinhos e gira, gira e torna a girar!!!!!

 
Às 20/12/05 21:54 , Anonymous Anónimo disse...

Olá Bufagato, uma bonita mensagem
de incentivo...que procurarei relembrar.

Beijinhos

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial