04 dezembro 2005

Luís Monteiro da Cunha

A Decisão... (X-Y) É VOSSA!!!


É chegada a hora de uma conversa de amigos.
E como entre amigos não existem barreiras... explico já qual o assunto e a razão originária do dilema.

Sabem o quanto merecem o meu apreço.
Mas... conversando com o Guilherme e com os meus botões... cheguei à simples conclusão de que a grande DECISÃO tem de ser tomada.
Tem mesmo de ser agora.

E porquê? - Perguntam os caríssimos leitores.

Porque penso que já chega de postar a saga da ANA, a vida de uma mulher comum e os seus anseios... e porque nesta fase da sua vida, que está a melhorar, é pertinente a questão que coloquei ao Guilherme:
- Porque não... aproveitar e arranjar maneira de a Ana se juntar com o Dr. Jorge Antunes, vivem um amor tórrido, casam, partem em direcção ao sol-pôr, têm muitos cavalinhos e são muito felizes.
É simples não é?
Guilherme torceu o nariz ao final proposto, dizendo que é banal demais.
Mas concordou que se pode tornar deveras saturante para o leitor, dia sim, dia não, ler mais um capítulo de uma história banal. Em dois ou três capítulos arranja já um final e termina a história neste ponto.
O problema é que me passou o dilema para as mãos...
- Será que quem acompanha não se sentirá defraudado, após tanta leitura, com um final que se adivinha desde o início? Que afinal são todos os finais desejados pelo comum dos mortais? Amor, Paixão, União, Felicidade! Pensas ser este o melhor final? Afinal querias apenas uma história banal?

Eu retorqui:
Mas... o que é demais... cansa!
Não me respondeu!

Ora bem... como não quero saturar as vossas mentes...
Respeito-os demais, para correr esse risco...

Aguardo humildemente que se pronunciem...

A DECISÃO!

É VOSSA!

PRONUNCIEM-SE!!!



lmc

16 Comentários:

Às 4/12/05 09:40 , Anonymous Anónimo disse...

Bufagato, mas isso é coisa que se faça? Então e o Jorge que lhe deu aquele beijo fugaz!!! E ela gosta mesmo do Dr.Antunes? Não me quer parecer!? e, eu agora vou vestir a pele da Ana e tomar seus pensamentos? Ou então não segui bem a história. Eu se fosse ela e atendendo que há outros interessados aguardava mais um pouco e seguia o que o coração me ditasse. És esperto mas devolvo-te a "batata quente".Um abraço.

 
Às 4/12/05 10:26 , Anonymous Anónimo disse...

Quem se mete em atalhos....que agora resolva o final...

 
Às 4/12/05 11:47 , Anonymous Anónimo disse...

Penso que o final deste "A decisão" é pertença exclusiva de quem criou este bonito trabalho, que tenho vindo acompanhar.
Por tal, Bufagato não me pronunciarei quanto à decisão e aguardarei uma possivel "decisão" criada pelo autor deste trabalho.
Um beijinho e um bom domingo.

 
Às 4/12/05 13:24 , Blogger um estranho disse...

O desfecho não pode partir de nós.
Seria muito fácil para ti, escolhias um e voilá.
E tu sabes bem o desfecho que vais dar a esta tua lindissima historia.

Mesmo para quem te lê no silêncio.
Beijo

 
Às 4/12/05 14:36 , Anonymous Anónimo disse...

O interessante de qualquer história é acompanhar o seu final. Penso que, nesta altura, seria propositado um desfecho na história, até porque já tenho saudade dos teus textos pequenos, da tua ironia, do teu humor. Mas concordo com os que me antecederam: isso querias tu!!!! Um final embrulhado com um grande laçarote. Nem penses. Acabem lá o que começaram hi, hi, hi...

 
Às 4/12/05 17:52 , Blogger Que Bem Cheira A Maresia disse...

Olá :)

Tendo seguido a história até aqui, claro que tenh uma opinião sobre o seu final e até já o imaginei algumas vezes, no entanto acho que a decisão do mesmo deve ser tua :)

Beijoka da Lina/Mar Revolto

 
Às 4/12/05 18:45 , Blogger Cristina disse...

Bufagato,
Ahhhhh assim não vale! Tenho seguido a história e queria tanto que a Ana entrasse numa historia romantica com o Dr Antunes...Era o que esperava para ser sincera :)
;)
Mas a decisão é tua é claro
:)
beijinhuu

 
Às 4/12/05 20:08 , Anonymous Anónimo disse...

Bufagato se até li e até já imaginei, e adiantei os meus finais... não vou de maneira nenhuma perder a oportunidade de me divertir, e saborear a leitura dos teus textos... trata de dar fim à história, sim? Beijo

 
Às 5/12/05 01:57 , Blogger margusta disse...

Olá amigo,
...passei para te deixar um beijinho...
Amanhã volto para ver se ajudo o Guilherme na Decisão.
Jinhos muitos.

 
Às 5/12/05 11:32 , Blogger Unknown disse...

Olha que'sta, isso querias tu... ai, ai, ai. Então e se for o final que achas banal, eu não acho.
A DECISÂO é tua, eu sou a leitora e quero que tu aches o final.
beijoca grande

 
Às 5/12/05 12:21 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Caros amigos e amigas,

Obrigado pelas observações... e opiniões.

Eu tenho os finais para ambos os casos.
São bonitos, acho eu!

O que vos peço é que me digam se devo continuar a postar...
Ou acabar já, porque esta história não acaba aqui...(conhecendo como conheço o Guilherme e a sua imaginação) ainda tem muito que andar, muitos enredos para descobrir, muitas..... muitas.

Apenas não desejo e temo que sature, como nas novelas diárias, que quando chegam a meio da história, enrolam, enrolam e não saem do sitio só para prender os espectadores ao ecrã.

Compreendem...?

Como diz a querida mailinda Mocho, também já tenho sudades dos meus curtos post quase diários...

não se pode ter tudo, né?

Boa semana para todos

Beijos e abraços sentidos.

 
Às 5/12/05 14:37 , Blogger Carlota disse...

Não, não me esqueci de ti, nem da Ana, nem do Guilherme nem da Decisão, mas em vésperas de partir para o hemisfério Norte tudo se complica. Eu já dei a minha opinião para um desfecho romântico e para um desfecho mais prático. Não acho que a história esteja a ser maçadora, mas também já tenho saudades daqueles posts tipo "rapidinha". Sugiro que os episódios da "Decisão" sejam uma vez por semana e assim já tens tempo para os outros "postitos". Gostou ? Xinhos

 
Às 5/12/05 14:42 , Anonymous Anónimo disse...

Aqui a "mailinda" desviou-se da rota para te dizer que aprendi imenso com a lição que deste na cabeça do prego; mas, apesar disso, a próxima vez que espetar um ferro desses vou ter que experimentar primeiro numa das torres de Lx ou nas paredes de um quartel militar ou coisa que o valha. Merecias, com a tua lição espectacular, que eu te oferecesse um prego da Taverna Inperial mas chegava aí frio. Bicadinhas e fica bem.

 
Às 5/12/05 15:31 , Blogger ponto azul disse...

Vou ter de pensar, se sim, se sopas...deves é continuar a postar amigo!Bjs :-)

 
Às 6/12/05 18:34 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Quero agradecer a todo o mundo, pelas amáveis palavras que deixaram, até os atalhos servem para tomar resoluções vivas e chegar ao final(mente). Que é apenas e exclusivamente a vossa e a minha satisfação, proporcionando um pouco de lazer, aproveitando no entanto para passar mensagens, úteis e verdadeiras no dia a dia. Penso que ainda ninguém reparou... apenas viram o conteúdo geral, mas em quase todos os capítulos existe uma lição a tirar, uma moral final. Ao fim ao cabo, apenas se demonstram situações comuns e simples, mas nem sempre de fácil resolução e que criam muita dificuldade e confusão a quem passa pelas mesmas.

Obrigado a todos, pela ajuda proporcionada... mas A DECISÃO está tomada.
E já sabem qual é...

Beijos e abraços, felicidades...

Luis

 
Às 7/12/05 19:18 , Blogger lena disse...

estive um pouco ausente, será que perdi algo? li e reli e fiquei sem saber o que perdi

claro que em cada episodio apanhei a mensagem, ela está sempre muito nítida ao ponto de me fazer pensar

não sei qual será a decisão, fiquei com um sabor agridoce na boca

seja o que decidires acredita que gostei de acompanhar passo a passo o desenvolvimento desta história

beijinhos meus

lena

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial