19 março 2006

Luís Monteiro da Cunha

Pura Dádiva

Esperança

Para ti... Pai!




Inopinadas nuvens conjugam-se na abóbada celeste
da cópula consumada no conciso momento, afastam-se
no porvir de que jamais se cruzarão no seu cursar sobranceiro

Permanece a sua dádiva na configuração de gotículas
imaculadas de cristalinidade dos titubeantes raios de Febo que
as macula de espectros transmutados na paleta desta manhã primaveril

Continuarão virginais no seu ligeiro e lacónico destino
Aguardo que entendam a face do meu ser humano



© Luís Monteiro da Cunha

19 Comentários:

Às 19/3/06 04:10 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Desculpem a ausência dos vossos cantinhos...

Desejo-vos um bom domingo e inicio de semana serena...

 
Às 19/3/06 09:17 , Blogger wind disse...

Lindos poema e foto:)

 
Às 19/3/06 15:54 , Blogger Menina Marota disse...

Hoje é um dia de Saudade para mim...

Gostei muito de te (re)ver na Noite de Poesias...
Um abraço e boa semana ;)

 
Às 19/3/06 15:55 , Blogger Dad disse...

Luis, que lindo poema e que música belíssima para o acompanhar. Estás com uma expressão triste no olhar, na foto que publicaste.
Andamos todos meio fugidios dos comentários...talvez seja o frio e a chuva. O que interessa é que continuam todos no coração.
Beijinhossssssss

 
Às 19/3/06 16:03 , Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

... Bonita homenagem...

 
Às 19/3/06 17:36 , Blogger Fragmentos Betty Martins disse...

Olá Luís

É uma "Pura Dávida " o teu poema.


Pai

Aquele olhar...
Uma palavra mais dura
Mãos fortes para agarrar
Um coração que bate forte
o amor.. ternura
Assusta-se aquando um nosso ai

Aquele homem tão “Grande”
O meu querido pai.

(Fiz este pequeno, mas sentido poema para o meu pai. Escrevi-lhe um cartão. Eu sei que ele gosta de receber cartões meus. Gosta da nossa intimidade).

Beijinhos

 
Às 19/3/06 18:13 , Blogger Caracolinha disse...

Pura dádiva ... o excelente post e esta magnífica música dos grandes Xutos .... :))))

Beijinho encaracolado :)

 
Às 19/3/06 18:41 , Blogger Su disse...

deixo-te uma joca marada

 
Às 19/3/06 20:02 , Blogger Raquel Vasconcelos disse...

"Aguardo que entendam a face do meu ser humano"

Essencialmente...

Um beijo.

 
Às 19/3/06 22:39 , Blogger Papoila disse...

Bonita a homenagem, lindíssimos poema e foto. E o Homem do Leme ao fundo fica bem! Beijo

 
Às 20/3/06 02:11 , Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) disse...

Hoje tambem olhei para o céu. Abraço.

 
Às 20/3/06 16:53 , Blogger lena disse...

a saudade bateu-me mais forte neste dia

lindo poema e uma excelente homenagem

beijinhos Luis


lena

 
Às 20/3/06 21:03 , Blogger margusta disse...

Querido Luís,
...bonita homenagem ao teu pai e bonito poema..."Pura Dávida" !!!

A Primavera está mesmo aí!...

Beijinhos floridos para ti amigo.

 
Às 20/3/06 23:05 , Blogger Andreia Ramos disse...

lindo!pai e a nossa almofada durante a nossa vida!

 
Às 21/3/06 09:48 , Blogger Apartado 114 disse...

Por mais triste que te possa parecer... esqueci-me do dia do pai no dia que o meu me abandonou. Há coisas que são dificeis de esquecer, outras que por isso são impossiveis de viver...
Jinhos, as tuas palavras são muito bonitas. Beijo para o teu pai!

 
Às 21/3/06 15:21 , Blogger Claudia Perotti disse...

Luís,

Belíssima homenagem!
Emocionei-me!

Beijinhosssss

 
Às 21/3/06 15:51 , Blogger Poesia Portuguesa disse...

Um abraço neste dia dedicado aos Poetas...

 
Às 21/3/06 19:40 , Blogger S disse...

Gostei muito Luis...

 
Às 21/3/06 22:07 , Blogger zé das loas disse...

olha, quero dizer-te que gostei muito deste poema. agradeço teres-me revelado um novo poeta, para mim desconhecido. abraços

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial