22 outubro 2005

Luís Monteiro da Cunha

... a cura?

imagem daqui

Não sei!
Sinceramente…
Não sei mesmo!
Que se passa comigo?
O meu “ Eu ”, sente-se vazio... oco.
No entanto, mil ideias o assaltam e fico baralhado.
Porque não são consistentes.
Apenas pequenas frases, imagens do subconsciente, sentimentos em catadupa, como raiva; frustração; incompetência; desleixo; preguiça; esquecimento; saudades; ansiedade; frémito; sonhos; ilusões; canduras; provações; trabalhos; paixões; amores; privações; …/…
Não vos quero maçar.
São pequenas batalhas que tenho de travar.
Sei a causa!
Tratarei da cura.
A seu tempo.

lmc

3 Comentários:

Às 25/10/05 18:04 , Blogger um estranho disse...

Porque às vezes trocamos tudo, as horas, os dias, as palavras, as emoções, o certo na hora errada, o errado na hora certa.

Porque somos humanos. Erramos.
Porque somos frágeis. Enganamo-nos.
Porque somos, tambem, demasioado duros com nós proprios.

Porque somos, simplesmente, humanos, temos sentimentos e confundimo-nos sem o premeditado e a razão.

um beijo

 
Às 26/10/05 18:12 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...

A razão tem razões que a simples razão desconhece.

Bjinho

 
Às 18/1/06 01:05 , Blogger margusta disse...

Olá amigo,
...hoje apeteceu-me passear pelo teu blog...enfim e encontrei-te aqui num momento em que estavas bastante em baixo!...Já passou eu sei, mas mesmo assim apeteceu-me deixar-te aqui um GRANDE ABRAÇO.

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial