08 agosto 2005

Luís Monteiro da Cunha

O aro e a gancheta

Cabelo desgrenhado ao vento.
Ar pimpão e jovial, trocista até, descia em louca correria pela estrada empoeirada, empurrando com um pau o seu aro de bicicleta que exibia garboso aos colegas de rua, como se de um veículo completo se tratasse. Gaba-lhe a leveza e o fácil manejo e mais importante e raro, era de aluminio... despertando a cobiça de todos os presentes.

Fosse de ferro ou de alumínio, era garantida a brincadeira.
Juntavam-se em bando, os que tinham e os que não conseguiam arranjar e corriam como loucos em grande algazarra, imitando o barulho do escape das motas.
Alguém se lembrou de afirmar que o objecto era mais fácil de conduzir com uma gancheta.
Mas onde arranjar o arame bem grosso ou verguinha para a fazer?
"Na obra do Ti Manel, decerto que tem... o pior é se deixou o cão de guarda?"
Nada como ver in-loco e averiguar a melhor maneira de surripiar os cerca de 60 cm de ferro necessários para a gancheta.
Não havia ninguém á vista, nem o canídeo apareceu.
Toca a saltar o tapume e rebuscar no monte de cacos e pedras pelo pedaço de metal tão desejado.
Sempre alerta, que o bicho, um serra da estrela, não era para bincadeiras.
Por fim encontram uma ponta mesmo á medida. Nem de propósito.
Dirigem-se de imediato a casa do chico, que ofereceu o alicate do pai para dobrara ponta da peça em "U" como convinha para formar a gancheta.

Todos tiveram direito a uma corrida e elogiaram a sua maneabilidade e condução suave.
Era um regalo brincar com a gancheta e o aro de aluminio. Não havia cansaço.
E assim se formavam homens de hoje...
Não esqueçam de brincar.

28 Comentários:

Às 8/8/05 15:31 , Anonymous Anónimo disse...

Olá!!
Vi a tua mensagem no mural, sei que não tenho falado muito mas tenho andado sempre a espreitar o teu blog..
Por vezes é por falta de tempo, outras por falta de inspiração e outras.. porque não sei o que dizer hoje.. e depois amanhã.. enfim.. espero que o teu dia a dia esteja a correr bem.. e que dentro em breve farei mais um tópico. Beijos!

 
Às 8/8/05 16:04 , Blogger um estranho disse...

Que bonita mensagem me deixaste hoje de manha. Preciso agradecer? Eu quero agradecer. Obrigada :-)

 
Às 8/8/05 16:12 , Anonymous Anónimo disse...

Essa brincadeira não era exclusiva dos rapazes...:-) Eu também brinquei muito e, modéstia à parte, era mais ligeira que muitos deles...:-)Beijinhos

 
Às 8/8/05 16:59 , Anonymous Anónimo disse...

;) Mais uma lembrança que me fizeste rebuscar nas gavetas da memória. Bons e belos momentos em que se faziam corridas com o aro. Nesse tempo a rua era o nosso teclado e o mundo o nosso écran. Hoje já não se brinca ao pião, à estátua, às escondidas, com a trotineta e com os carrinhos de rolamentos. Hoje o mundo da criança está limitada a uma janela que mudou esse mesmo mundo. Um abraço.

 
Às 8/8/05 21:11 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Mafalda querida, um simples olá basta para me deixares feliz por saber da tua visita.
Não tens de ser sempre espirituosa e procurar palavras "caras" para comentar.
Coloca o que te vai no coração e faz como eu, escreve de sopetão, ás vezes sai bem, outras não tão bem, mas que se lixe, é a minha opinião... e só minha...
Ás vezes fico sem nexo, perco-me... mas...
Bjinhos

 
Às 8/8/05 21:40 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex... É tudo verdade, não é? por isso, eu é que te agradeço.
Fica bem
Bufagato

 
Às 8/8/05 21:44 , Blogger um estranho disse...

Confesso: nunca brinquei ao aro e fico triste por nao saber do que estao a falar :-(

 
Às 8/8/05 21:44 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Delta...
Como gostava de te ver a empurrar o aro, ou o pneu velho, lembras? com dois paus no interior em V era uma brincadeira danada com coisas tão simples e do dia-a-dia.
Bjoka do
Bufagato

 
Às 8/8/05 23:37 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex... o aro de que falamos, mais não é do que a roda da bicicleta, mas sem raios nem eixo (centro da roda) ficando apenas a estrutura simples, onde se aloja a câmara de ar e o pneu. Fica apenas o aro nú em "U". Introduzindo um objecto (quase sempre um pau com cerca de 60 cm)no interior do "U" do aro e empurrando para a frente, este mantem em equilibrio e roda á nossa frente.
Outra maneira de o impulsionar, era a gancheta que descrevo no post, a qual, ao contrário do pau, abraça o exterior do aro, sendo mais fácil de guiar a trajectória do mesmo, podendo descrever curvas mais apertadas do que com o pau.
Bjoka do
Bufagato

 
Às 8/8/05 23:45 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Márius...
As crianças de hoje são hipnotizadas voluntáriamente pelos queridos pais. Assim, enquanto estão a ver a macacada de hoje, que é quase toda sobre violência, não incomodam os pais.
Relembro com saudade, a heidi, O Marco; A Pipi das Meias Altas; O Mickey e o Pateta; o Urso Bearney. São desenhos animados antigos, mas que tinham sempre uma história e uma moral a tirar no fim de cada um.
Em suma ensinavam entretendo...
Abraço do
Bufagato

 
Às 9/8/05 11:33 , Blogger um estranho disse...

Obrigada pela explicação :-)

Quanto aos desenhos tens toda a razão, por um filme e eles que se entretenham de preferencia caladinhos.

Irrita-me a fundo.

Há horas para tudo e tem que haver tempo para brincar, eu fico louca só de pensar que em 24 horas só estou com ela 35 minutos de manha e praticamente 2 horas e meia à noite porque tento deitá-la cedo.

É tão pouco tempo e ainda vou sentá-la à frente de um sofa a ver filmes??? eu quero-a atráz de mim e a exigir a minha atenção.

Dá Deus nozes a quem não tem dentes.

 
Às 9/8/05 11:56 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Olá Alex...
São uns chatinhos ás vezes não são?
Mas adoramos estes chatinhos, as suas perguntas (im)pertinentes, as suas birras, os seus desmandos. Cansam-nos, mas sente-se uma felicidade enorme por sermos presentes e os vermos a crescer, apesar de quase não notarmos diferenças...
Ás vezes, quando estou cansado e sem pachorra para lhe aturar as manias, apenas os abraço e falo no ouvido... " o pai está cansado, deixa-me descansar no teu ombro..." e fico ali longos minutos, rosto com rosto, sussurros no ouvido... esqueço imediatamente o cansaço e estou pronto para a brincadeira... lol
Bjinho pra B e bjoka pra ti...
Bufagato

 
Às 9/8/05 15:25 , Blogger um estranho disse...

Que idade tem o teu ?

 
Às 9/8/05 20:35 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex..
O mais novo e senhor da casa, completou agora quatro anos de idade.
Depois tenho outro bebé, devido à sua deficiência, com dezasseis anos de idade, que me ocupa ainda mais tempo e paciência do que o mais novo.
Já agora, apresento-te o resto da família, além da minha esposa, tenho outra mulherzinha muito querida, com dezanove anos de idade... felizmente namora e já passou aquela fase difícil da adolescência em que se querem emancipar e estão revoltados com toda a gente... Ufa!!! que alívio!
Dá para imaginar esta família, quando se pegam os três e vêm todos reclamar junto do pai ou da mãe a sua razão...
Haja paciência... lol
Fica bem, bjinho pra B, ela não tem um irmãozinho? parece-me que sim...
do
Bufagato

 
Às 10/8/05 13:19 , Anonymous Anónimo disse...

Eu era mais do clube da Macaca e do Mata... mas durante os intervalos na escola. Fora isso era muito caseira... Que menina bem comportada!... Bjos.

 
Às 10/8/05 22:01 , Blogger um estranho disse...

Uma grande Familia! Obrigada por partilhares.
A B. não tem manos, por enquanto. Mas eu tenho imensos netos ;-)

Queremos mais tópicos !!!
Fica bem.

 
Às 10/8/05 23:32 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Madrinha...
Como recordo bem o jogo do mata, um retangulo com um risco a meio a dividir e uma bola que era atirada para o campo adversário, se tocasse em alguém, este era excluido, por isso se chamava de "mata".
A macaca, também joguei. Uns quantos quadrados desenhados no chão, uma patela, que ás veses era apenas um pedaço de tijolo ou outro objecto espalmado. Pé no ar e toca a saltar sem desequilibar. Não recordo o resto das regras...
Obrigado por me fazer lembrar.
Bjinhos

Bufagato

 
Às 11/8/05 03:11 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...
Não dizes a idade da B?
Pareces-me muito nova para teres assim tantos netos... só for no quintal... :-))

Sonhos cor de rosa pra B e pra ti tb

Bufagato

 
Às 11/8/05 06:29 , Blogger um estranho disse...

A B. tem a idade do teu mais novo, 4 anos. Os meus netos são todos carequinhas e de borracha :-)
Bom dia, porque de manhã cedo se começa o dia.

 
Às 11/8/05 06:45 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...
Bom dia, e quá quá pra ti, lol
São patinhos amarelos?
Tem um bom dia de trabalho, escreve muito...
Bjinho

 
Às 11/8/05 10:38 , Blogger um estranho disse...

Não são nada patos amarelos ... são aqueles bebes carecas de borracha, tenho 4 netos e uma neta ;-)

És uma pessoa especial, continua a ser assim, verdadeiro, sem máscaras. Só falta mesmo é descobrir o significado do nome do blog ;-)

Hoje acho que vou voltar a escrever sim.

 
Às 11/8/05 17:54 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...
Sei quais são os bonecos, rechonchudinhos, e choram e tudo, não?
Quanto ao nome blog, estou apenas a ultimar o logotipo do mesmo para postar e desvendar o mistério...
É um caso sério... a falta de tempo, não me deixa terminar o logo. Já tive um todo pronto, mas não o salvei e sem contar houve uma quebra de corrente e... já imaginas, foi tudo por água abaixo.
Que é que vai sair, um policial ou romance?
Fica bem, tenho de ir trabalhar...

 
Às 13/8/05 11:57 , Anonymous Anónimo disse...

Olá bufagato. Sabes que essa expressão de patela só a ouço na nossa zona? Aqui para o sul não sei a designação pois nunca vi ninguém a jogar à macaca. :( É sempre bom relembrar esses tempos, mais que não seja, para "mostrar" aos mais novos que te lêem as brincadeiras de outrora. Um abraço.

 
Às 13/8/05 12:07 , Anonymous Anónimo disse...

Olá Bufagato, obrigada pelas suas lindas palavras, hoje estou a pensar criar um tópico sobre os gatinhos que gostei imenso e que gostava de vos mostrar! :)

 
Às 13/8/05 14:19 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Márius...
Domingo passado estive na Póvoa de Varzim, foi só de passagem, fui à Apúlia. Digo-lhe uma coisa, a cidade está super-bonita, já lá não ia à cerca de dez anos e está muito mudada, para melhor. Só tive pena de não me fazer acompanhar da minha disparadora de 5 megapixels, lol, para lhe poder reacender o desejo de a visitar...
Mas o prometido é devido e hei-de voltar com mais tempo.
Quanto à patela, é um dos termos curiosos, de que me lembro, bem como muitos outros e que fazem parte da história deste povo nortenho, com mesclas de várias civilizações que por cá passaram e deixaram o seu legado. São vocês que me reavivam a alma e fazem procurar nas minhas recordações estes termos hoje em desuso "que não se usam" e depois também sou eu que não sei escrever de outra maneira a não ser assim... terra-a-terra. Quem não me perceber, que o diga, explicarei o mais possível, dentro da minha pouca cultura.
É quase como o nome deste blog, cujo nome tem vários significados, (um deles já o descobriu) mas no entanto utilizei-o noutro contexto.
Bom fim de semana
Abraço
do Bufagato

 
Às 13/8/05 17:51 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Mafalda...
Estou curioso, adoro animais...
vou espreitar-te e já volto...
Bom fim de semana.
Bjoka

 
Às 27/1/17 21:35 , Blogger Leovando Galvao disse...

O desenho me ajudou a lembrar de como fazia. Tinha o aro mais nao o gancho.
Valeuuuu

 
Às 6/3/19 11:31 , Blogger a片成人網站 disse...

情色a片分享俱樂部
線上視訊美女
校園美女a片影音視訊網
視訊情人網
Jav免費a片
a片免費看
免費a片下載
免費視訊脫衣視訊
080視訊聊天室

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial