17 outubro 2006

Luís Monteiro da Cunha

Contigo na praia

foto: Bufagato/2006

contigo na praia
vendo o mar
nos teus olhos

o vento a desfilar
nos caracóis
dos teus cabelos

o doce e belo sorriso
que terna me devotas

embalados na canção
das amigas gaivotas
não esquecem o refrão
destas almas marotas

de mão na mão...
ternas, fofas
connosco na praia.

todos vêem...
somos sedução
que arde na força
das ondas
que adormecem na raia
da nossa combustão.

lmc

5 Comentários:

Às 17/10/06 18:10 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Saudosismo...
da praia, das gaivotas, das maresias frescas...

Boa semana
com ou sem praia perto...

 
Às 17/10/06 19:40 , Blogger Kalinka disse...

Olá Luís
Também eu já tenho saudades da praia, das gaivotas, das maresias frescas...
Adoro fotografar gaivotas, mas nunca me chego tão perto como TU. Elas fogem...
Boa semana também para TI.
Abraços.

 
Às 18/10/06 17:03 , Blogger :LmS: disse...

A lembrar o amor e a praia. Uma relação perfeita num poema muito bem escrito.
Boa semana!

 
Às 18/10/06 22:07 , Blogger S disse...

Contigo na praia, foi como me senti ao ler este teu poema...

As gaivotas, o cheiro da maresia, a areia debaixo dos pés, que saudade já!

Beijinho grande graaaaaaande,
S

 
Às 20/10/06 00:11 , Blogger Castor (moi-je...ehe, ehe) disse...

Mas olha que estar na praia tem muito que se lhe diga... eles são caracóis e outros bichos móis, gaivotas (algumas da Ria) e há moscas, mosquitos, moscardos... e gafanhotos (há quem lhes chame outra coisa) e faganhotos... muita bicharada nesta altura do ano... melhor ficar na amurada a ver passar os combóios... ehe,ehe,ehe... UGA!

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial