16 novembro 2006

Luís Monteiro da Cunha

Sorri o sol


Foto: Bufagato/2006



As escadas da vida
Umas vezes sobem
As mesmas descem

Mas sempre existe o raio de sol
que te acompanha
na descida
e na subida
Do mesmo transparece
(mesmo oculto a nossos olhos)
a fogacidade escondida
que ampara na queda, e
sorri dos imberbes sonhos

lmc

Boa semana

Etiquetas: ,

12 Comentários:

Às 16/11/06 14:18 , Blogger mares-e-maresias disse...

As escadas da vida, umas vezes sobem, outras vezes descem mas o sol, esse, não pode faltar.
Que os seus raios iluminem sempre o teu caminho. A descer e a subir.
Beijos

 
Às 16/11/06 14:45 , Blogger gato_escaldado disse...

Um poema muito belo. Gostei realmente. Abraços

 
Às 16/11/06 18:01 , Blogger Pérola disse...

Conheço bem esses lanços de escadas, umas a descer outras a subir! Mas que o raio de sol nunca falte para aquecer nossos ânimos.

 
Às 17/11/06 00:50 , Blogger Poesia Portuguesa disse...

As escadas da vida...

degrau
a degrau
ora subindo
ora descendo
vertiginosa
ou calmamente
a vida sorri
por entre
lágrimas de
orvalho
que por vezes
caiem de
repente...

Um abraço carinhoso (já tinha saudades de aqui vir...)

 
Às 17/11/06 01:31 , Blogger Kalinka disse...

Tão lindo é o poema, quão bela é a imagem. Parabéns.

As escadas da Vida...uma realidade.

Amigo, faço-te um «desafio», se és curioso vem espreitar o que deixei para TI.

Beijokas.

 
Às 17/11/06 16:33 , Blogger Kalinka disse...

Helloooooooo

impertinências...ora essa!!!

Muitíssimo obrigado pela tua resposta. Já devias saber que ADORO ler o que escreves e, não podias escapar...
És sempre um grande querido;
desejares saúde para a menina, é de ficar com a lágrima a correr, pelas faces enrugadas da tristeza da Vida.
Bom fim de semana.
Abraço-te carinhosamente.

 
Às 18/11/06 16:38 , Blogger Pink disse...

Muito bonito este "Sorri o sol", sendo realista com o sobe e desce normal da Vida ... ´deixa a esperança de que há sempre lá um raio de sol, ainda que escondido, para iluminar o caminho! Lindo!

Um beijo

 
Às 20/11/06 00:03 , Blogger Arte por um Canudo 2 (No Sapo) disse...

E costuma-se dizer que quanto mais sobe maior será o tombo.Acontece.. e só o Sol é igual para todos.Que sejas sempre iluminado nesse dom que te caracteriza.Poesia.Abraço.

 
Às 21/11/06 10:41 , Blogger ponto azul disse...

Para ti também uma boa semana!Bjs :-)

 
Às 22/11/06 01:51 , Blogger Ofeliazinha disse...

Por vezes apetecia-me subir uma escada e quando a voltasse a descer já não encontraria o que deixei para tras. Um pouco estranho não?
Abraço.

 
Às 22/11/06 20:57 , Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

Lançamento de livro

No Próximo dia 25 de Novembro, às 21.30, será lançado
o meu livro de poesia “ECOS, no bar Onda Jazz, que fica
junto ao Campo das Cebolas.

O livro tem um poema de introdução pelo Gonçalo Nuno
Martins e será editado pela Magna Editora. A apresentação
será feita pelo escritor moçambicano Delmar Maia
Gonçalves

Convido todos os que me lêem para que compareçam neste
lançamento. Terei imenso gosto em contar com a vossa
companhia.


Piedade Araújo Sol

 
Às 3/12/06 14:17 , Blogger étoile disse...

Gostaria de lhe pedir autorização para copiar e postar este seu poema e foto no meu blog.
Aproveito para o felicitar pelo seu blog.
o meu contacto imd04@hotmail.com

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial