07 novembro 2005

Luís Monteiro da Cunha

O fim do inicio...

Vejo-me deitado.
Estava a dormir, num prado azul! (porquê azul?) As ervas eram azuis claras; as árvores azuis mais claras ainda. Tantos tons de azul, numa cambiante de paleta matizada.
Acordei com salpicos no meu rosto. Pensei ser a chuva.
Mas o sol era radioso e inundava o sonho de claridade.
Esfreguei meus olhos para se habituarem à luz.
Vi teu rosto, lavado de lágrimas, sobre o meu. Observavas-me com desvelo e ansiedade. Teu rosto, tinha a profundidade angelical dos anjos, que apesar da dor dos pecados, sorriem.
Confundido, beijei-te cada fio salgado e inquiri com o olhar fito no teu.
Sem palavras, olhas em redor e mostras-me o local onde nos encontramos.
Um prado azul, cortado por uma luz intensa de cor laranja numa gradação de amarelos alvos. Como uma cortina que não deixava abarcar o outro lado do prado. A luz laranja movia-se no sentido ascendente, em catadupas cadenciadas. Desvanecia-se no azul brilhante do céu. Como escada rolante.
Percebi. Havia chegado a hora. Era o ponto de embarque. Apertei-te no meu corpo, como se pudesse fundir o teu ser com o meu e senti um calor aconchegante a invadir-me; uma paz interior que me preencheu. Abandonaste-te nos meus braços e escutei teus soluços surdos. Incapaz e imóvel fiquei. Afagava as tuas melenas trigueiras num gesto abnegado, tentando assim, serenar teu pranto.
Nada mais recordo deste sonho.

lmc

8 Comentários:

Às 7/11/05 17:03 , Blogger ponto azul disse...

Gostei da parte em "azul"...LOL.Está muito bonito o teu sonho!Bjs :-)

 
Às 7/11/05 18:35 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Ponto azul...

Não fosse azul o teu nome...lol

Bjinho

 
Às 8/11/05 11:43 , Blogger margusta disse...

Luis...que sonho lindo...

Vou pintar teu sonho.

Beijinhos.

 
Às 8/11/05 13:47 , Blogger Carlota disse...

Mais do que lindo. Fizeste-me emocionar e sentir a lágrima no canto do olho. Obrigada por esta emoção. Bjinho

 
Às 8/11/05 20:09 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Margusta...

Será concerteza um belo quadro,
completado pela tua imaginação e mestria.
Fico ansioso...

Bjinho

 
Às 8/11/05 20:10 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Carlota...

A emoção existe em ti...

Apenas escrevi o que a minha alma ditava, tentando inglóriamente, descrever o sonho que tive.

Bjinho

 
Às 8/11/05 21:25 , Blogger um estranho disse...

Os sonhos...
Faz-me lembrar aqueles sonhos onde ficamos como petrificados, aterrorizados, sem nos conseguirmos mover do mesmo sitio, queremos fugir e nao conseguimos correr.

eu tive imensos sonhos desses, pesadelos se lhe quiseres chamar pelo nome.

Agora ja nao. Desde ha 14 anos que se foram embora. Xu!

beijinho Luis

 
Às 10/11/05 19:04 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...

Também já tive sonhos desses...

Mas não deves dizer que não sonhas agora... porque o sonho dá-nos alento para o futuro. É o que nos faz levantar todos dias da cama...
Sei que sonhas e muito... com tudo!
Apenas os reservas para ti e renegas-los.

Bjinho

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial