08 novembro 2005

Luís Monteiro da Cunha

A Decisão...(1)

imagem daqui

No momento em que transpôs a ombreira da porta, sabia que não haveria retrocesso possível. A sua consciência, bem como o seu orgulho não o permitiriam.
Parou. Lentamente, levantou o queixo, semi-cerrou os olhos fitando as parcas nuvens cinzentas, como a sua alma, que lentamente cruzavam o firmamento. Também elas demandavam novos destinos, sem amarras ou contemplações. Como as invejou.
Permaneceu imóvel por breves segundos, num momento de indecisão, como se buscasse na memória alento para o rumo que deveria seguir.
A manhã estava gélida, aconchegou o casaco de malha ao pescoço e lentamente dobrou o corpo pegando na pequena mala que jazia no chão. Era leve, nada tinha de lembranças. Apenas umas peças de roupa e calçado, recolhido à pressa. Nada levava que a pudesse recordar do passado. Apenas queria esquecer, e se possível bem longe dali.
Decidida, abandonou a entrada daquele prédio onde morara a felicidade, mas que ultimamente fora o seu inferno.
.../...

Guilherme Faria

22 Comentários:

Às 8/11/05 11:56 , Anonymous Anónimo disse...

Tão triste.

 
Às 8/11/05 14:01 , Blogger Carlota disse...

Muito bonita esta descrição. E mais uma vez a emoção. Bjinho

 
Às 8/11/05 20:00 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Ofeliazinha...

Triste... mas real.
Isso é que doi!

Bjinho

 
Às 8/11/05 20:02 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Carlota...

A partida.
O desapego da vida que fica, custa sempre. Por muito dolorosa que seja, existem sempre bons momentos que nos prendem.

Bjinho

 
Às 8/11/05 21:22 , Blogger um estranho disse...

Pra mim tem um significado especial. Quem toma a opção de partir deixa tudo, uma vida para traz. Não só os maus momentos mas tambem os bons.

e os laços custam tanto a quebrar.

 
Às 8/11/05 21:48 , Anonymous Anónimo disse...

Ela fez muito bem em abndonar o maldito prédio. Só não percebo é o porquê...ehe, eh, ehe...ok, eu passo por cá mais logo. Rôda-se, logo eu que sou tão impaciente e tenho que esperar como os outros. Só com a ajuda de uma birra, claro!

 
Às 8/11/05 22:24 , Blogger V disse...

Partir, deixar as marcas do passado e ir por ai...
Beijinhos

 
Às 9/11/05 00:43 , Blogger GNM disse...

Está mesmo lindíssimo este texto.

Gostei imenso!

Continua a sorrir!

 
Às 9/11/05 08:22 , Blogger Que Bem Cheira A Maresia disse...

Bom dia!

Segui os trilhos deixados na casa da Luzalli e vim ter a um espaço cujas cores me fascinam, assim como a simplicidade de toda a imagem:)
Depois fui-me perdendo em alguns posts e fiquei com a certeza que vou voltar.
Beijo da mar revolto

 
Às 9/11/05 15:07 , Blogger Unknown disse...

Quando a tristeza bate á porta é mesmo importante sair e deixá-la ficar sozinha. beijos amigo

 
Às 9/11/05 15:09 , Blogger Carlota disse...

Eu sei o que é deixar tudo para trás e partir. Mudar a vida radicalmente. Optar por encarar o desconhecido e começar tudo de novo. Noutro país, noutro continente, noutro hemisfério. São os bons momentos que deixamos para trás que nos dão força para acreditar que tudo se irá compôr outra vez.

 
Às 10/11/05 02:33 , Blogger Cristina disse...

Olá,
muito triste mas muito verdade, custa muito uma partida
:(
beijinhu

 
Às 10/11/05 16:49 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Alex...

E são os bons momentos aqueles que mais fazem hesitar quando há uma "Decisão" a tomar.

Bjinho

 
Às 10/11/05 17:53 , Blogger Unknown disse...

São momentos destes que nos mostram como crescemos. Momentos decisivos e dolorosos, embora necessários.
beijito

 
Às 10/11/05 18:48 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Castor...

Saber esperar é uma virtude...

Será recompensado!
Venha a bierre!
No dique só metes água...

Abraço

 
Às 10/11/05 18:51 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Vivis...

Muitas vezes a partida é imprescindível...
Há momentos em que é necessário coragem para deixar tudo para trás e procurar um novo rumo, conforme nos diz neste texto do Guilherme

Senti a tua ausência...

Bjinho

 
Às 10/11/05 18:52 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

GNM...

Ainda bem que gostas...
Penso que irás gostar do desenvolvimento...

Abraço

 
Às 10/11/05 18:54 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Mar revolto/Mar azul...

SEjam bem-vindas a este humilde cantinho...

Voltem sempre, são bem vindas.

Bjinhos

 
Às 10/11/05 18:55 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Adryka...

Neste caso não é só a tristeza...
como verás mais à frente, existem outros motivos...

Bjinho

 
Às 10/11/05 18:56 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Carlota...

E como tens razão...
Verás mais à frente porquê.

Bjinho

 
Às 10/11/05 18:58 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Nita4ever...

Não é fácil cortar com o passado e para mais quando este foi pleno de paixão.

Bjinho

 
Às 10/11/05 19:00 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Sona...

Tomar decisões faz parte do crescimento humano.
E quando são decisões drásticas, como a narrada aqui, muito demonstra da pessoa que as toma...


Bjinho

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial