21 setembro 2007

Luís Monteiro da Cunha

"Variações sobre tema de Vítor Matos e Sá: Invenção de Eros"

A Edium Editores e o autor Xavier Zarco, convidam V.Ex.a a estar presente no lançamento público do seu livro de poesia:



"Variações sobre tema de Vítor Matos e Sá:

Invenção de Eros"

do poeta Xavier Zarco




Este livro foi distinguido com o prestigiado "Prémio de Poesia Vítor Matos e Sá" - 2007, no certame organizado pelo Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

O lançamento ocorrerá em sessão a realizar no sábado, dia 29 de Setembro de 2007, pelas 15h30, no Auditório do Clube Literário do Porto, sito à Rua Nova da Alfândega, nº 22 - Porto.

A apresentação da obra será feita pela poetisa Ana Maria Costa e pelo poeta Luís Monteiro da Cunha.

A edição é da Edium Editores e contará com o prefácio da autoria do poeta José Félix.

Integrado no evento, haverá ainda um espectáculo de dramatização, bailado e música.

Mais pormenores em: Edium Editores ou ediumxavierzarco.


Não percam esta oportunidade, compareçam.

Etiquetas:

3 Comentários:

Às 22/9/07 22:48 , Blogger Luís Monteiro da Cunha disse...

Caros amigos,
como reparam, serei um dos apresentadores de serviço...lol

Será mais uma etapa que terei de ultrapassar e suplantar mais uma barreira. Mas como não temo desafios, aceitei de bom grado falar sobre um autor que aprecio bastante.

Será também um momento de rever amigos e quiçá, conhecer outros mais, muitos dos quais apenas nos conhecemos virtualmente da internet, através de blogues ou das minhas listas de discussão.

O meu abraço jovial e antecipado...

Luís

 
Às 29/9/07 08:50 , Blogger margusta disse...

Parabéns Luís!... Que tudo te corra bem é o meu sincero desejo.

Beijinhos e bom fim de semana!

 
Às 30/9/07 23:23 , Blogger José Faria disse...

E ora cá está mais um, que se calhar nem será tão virtual como a maioria.
De qualquer forma o que me trouxe cá ao Bufagato, foi a referência que a ele faço no Zémaiato.
Não sei se o Gato vai bufar mais ou não, o que é certo é que estes mimos que nos enviam devem ser reencaminhados.
São graças de graça e de amizade on-line.
E pronto, gosto do Bufagato, por isso cá venho e por isso deixei lá em casa, no Zémaiato, o trevo da sorte, para que o Bufagato viva uma eternidade!
Abraço!

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial