16 junho 2005

Luís Monteiro da Cunha

Armas ao Pequeno-almoço?

Após o pequeno-almoço, como sempre faço, iniciei a leitura dos jornais diários.
Uma pequena referência na primeira página desperta a minha atenção: “Governo dificulta acesso e legalização de armas”.
Mas que é que é isto, ó meu? (parafraseando o falecido) então o estado vai dificultar a legalização de algo que todos nós sabemos existir a cada esquina e tasca deste país?
Não seria mais prático e benéfico (monetariamente falando) legalizar e organizar um cadastro de todos os portadores das ditas cospe-lume, aproveitando para ministrar um mini-curso dos requisitos legais para o uso das armas de defesa?
- Quando e em que circunstâncias se pode usar uma arma de defesa.
- Definição da Legitima Defesa.
- Fronteiras do uso abusivo de armas e da legitima defesa.
- Após um disparo, o que o cidadão deve/tem que fazer, face à lei em vigor.
- Leitura e interpretação da lei em vigor referente ao uso das armas de defesa.



Será benéfico para alguém o actual estado das coisas?
Compra-se uma arma na clandestinidade a qualquer esquina, basta despender cerca de 100€, sem qualquer burocracia, ou perda de tempo.

Conceito: ”Necessito de uma arma para defesa pessoal”

Ainda estou para saber qual é essa definição de defesa pessoal. Com esta idade e profissão, ainda não precisei de fazer uso de qualquer arma de fogo.
Sei que anda aí muito meliante, que somos assaltados a cada minuto que passa, que há muita maldade no mundo e quem queira o que auferimos e usufruímos com o nosso esforço.
Mas penso que o facto de termos no bolso das calças uma arma, não vai impedir os meliantes de nos assaltar e levar o que tanto nos custou a ganhar.
Será a melhor solução que após sermos espoliados, respondamos com um tiro?
Para quem pensa que o facto de sentir o peso da dita cuja no bolso, já o faz ser um super-homem, sem medo de enfrentar quem quer que seja que lhe apareça à frente, está muito enganado.
Se raciocinar logicamente, o que são uns trocados ou pouco mais, em comparação com a perda de uma vida, que pode ser a nossa ou de outrem? E as responsabilidades a assumirem após o acto (ir) reflectido de um disparo em direcção de alguém?
Queiram pensar melhor, senhores!!! E digam qualquer coisa…
Para informações visite:
http://www.psp.pt/porte_arma/porte_arma.html


Já agora, no Brasil o que é necessário para “OBTENÇÃO DE PORTE FEDERAL DE ARMA” :
Fiquem em PAZ,


2 Comentários:

Às 20/6/05 08:56 , Anonymous Anónimo disse...

Bom dia.
amil

 
Às 21/6/05 23:24 , Anonymous Anónimo disse...

Muito bem, está quase...
continua e boa sorte.

Monteiro

 

Publicar um comentário

Subscrever Enviar feedback [Atom]

<< Página inicial